O Homem Que Lia

|
Esse é o Homem Que Lia.

 Sentado na cafeteria, tomando seu café e esperando sua rosquinha. Lá estava ele: o homem que lia. Ele lia sobre vida e sobre a morte. Lia sobre as doenças e sobre a cura. Lia sobre o vilão e sobre o herói. Lia sobre o sucesso e sobre o fracasso. Lia sobre o bom e ruim. Lia sobre o que gostava e sobre o que odiava. Lia sobre um jovem Hobbit que achou um anel e sobre uma Guerra dos Tronos. Lia sobre um órfã mágico e sobre um romance entre vampiro e humano. Ele apenas lia.

 Ele sabe que sua vida não é eterna. Ele lia para viver várias vidas, sejam elas boas ou ruins; interessantes ou não; tristes ou alegres. Lia sobre sacrifícios e sobre perdas; lia sobre conquistas; lia sobre guerras e mortes; sobre romances e vidas. Lia sobre um guarda-roupa, lia sobre um homem, lia sobre o céu. Lia sobre tudo e sobre nada. Lia sobre a literatura, lia sobre livros. Lia porque gostava, mesmo odiando. 

 Ele chorava quando o seu personagem favorito morria. Ele ria e ficava feliz quando o seu personagem mais odiado morria. Ele ficava triste quando alguém perdia algo que era importante. Ficava feliz quando alguém ganhava algo importante. Chorava e ficava feliz, afinal, quando ele começou a ler a história ele entrou nela. A história era ele, os livros eram sobre ele, mesmo sendo sobre algo que ele nunca viu. Ele era o livro, e o livro escrevia para ele, sobre ele.

 Lia livros com mil páginas e livros com cinquenta páginas. Lia livros que custaram um milhão e livros que custaram um real. Lia livros que falavam sobre tudo e todos, e lia livros que não fala sobre nada ou alguém. Lia livros para esquecer a dor e para compartilhar a alegria; lia livros para chorar e rir; lia para esquecer, lia para amar; ele apenas lia, lia até ficar tonto e não conseguir mais distinguir as palavras.

 Não importa, ele apenas lia. Afinal, ele era o Homem Que Lia.

10 comentários:

  1. Gostei do texto. Legal a gente ir se identificando com a personagem e identificando as histórias e livros que tanto gostamos. Muito bom texto.
    Ah pelo seu layout posso ver que vc gosta das mesmas coisas que eu. Curti srsrsrsrsrsr

    http://pdeparanoia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, exato. Obrigada <3 Adhaudhaudhuda, essa não foi a intenção, mas ok.

      Excluir
  2. Não sei porque mas achei o final engraçado, acho que foi o fato de "ele era o homem Que Lia", kkk.
    Gostei do texto, Karla.

    Bjim!

    Tammy - Livreando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adahdhaudhaudhaudhaudhauhda, legal. Obrigada! :)

      Excluir
  3. Hahahaha, e não tem como não se identificar com o personagem. Todo leitor passa por isso - felizmente, ou infelizmente, hehehe.
    Gostei :p

    Abraços,

    ser-escritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu tipo amei muito o seu conto! Esse na foto é Tolkien?

    Meu, textos/contos assim faz qualquer leitor pirar de vontade de ler mais!

    http://gabryelfellipeealgo.blogspot.com.br/ - El Costa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, verdade! Sim, é ele. Obrigada, de verdade verdade verdade (leia como aquelas garotas que ficam "móooooooooooooooooooooooooooooooooooo compra chocolate?")

      Excluir
    2. KKKKKKKKKKKKK E não é que eu li como o pedido! Rs

      Excluir
    3. ADahduahduahduahduhaduhaduhaduada

      Excluir

Iddelat, anni athfiezar! Seja bem vindo ao blog! Comente o que quiser, bem... comente o que quiser respeitando essas regrinhas:

1°.: Pode xingar a vontade! Eu não me importo nem um pouco com xingamentos. Porém, que tenha respeito. Leia essa postagem para entender melhor essa regra.

2°.: Anônimos são totalmente permitidos. Mas, ao menos, coloque o seu nome. E qualquer comentário que qualquer pessoa postar (seja maldoso, bom, qualquer coisa) aparecerá no blog.

3°.: Deixe o link do seu blog no final do comentário para que eu possa retribuir a visita. Não irei retribuir quem não deixa o link! Porém, não comente coisas do tipo "Amei a postagem" e coloca o link do seu blog. Isso não é fazer um comentário sobre a postagem, é comentar qualquer coisa e esperar que eu visite você de volta.

4°.: "Segui, segue de volta?" Nunca comente algo assim. Seguirei o seu blog se eu gostar dele, e pronto!

5°.: "Posso me afiliar?" Também não escreva isso, a menos que tenha escrito sobre a postagem. E depende se eu gostar do blog ou não.

Bem, amigos, é isso. Sigam essas regrinhas e sejam bem vindos! Lembrando que, qualquer comentário, opinião, negativa ou positiva, eu quero saber, tá? Aproveitem e se divirtam!

Página Anterior Próxima Página Home